31.05-04.06.2023
Complexo do Pacaembu, São Paulo - SP

Arte em Campo

O projeto Arte em Campo, curado por Catarina Duncan, trata-se de uma ocupação coletiva da icônica praça Charles Miller, em São Paulo, que contou com a participação de 13 galerias e 21 artistas de todo país. A mostra recebeu o título “Na rua, no meio do redemoinho”, frase do romance “Grande Sertão Veredas”, de Guimarães Rosa.

Acessível de forma gratuita ao público, a curadoria expôs de maneira inédita instalações, fotografias e esculturas estrategicamente distribuídas pela praça e pela entrada do Complexo Pacaembu. As obras em grandes dimensões, já existentes ou especialmente comissionadas para ArPa, serão ainda expostas de maneira inédita.

Integram a ocupação:

• Galeria Raquel Arnaud, com obras de João Trevisan

• Galeria Bolsa de Arte, com obras de Regina Silveira e Hugo França

• Galleria Continua, com obras de Marcelo Cidade

• Dan Galeria, com obras de José Spaniol

• Galeria Lume, com obras de Mariana de Matos e Lucas Dupin

• Mendes Wood DM, com obras Kishio Suga

• Galeria Karla Osorio, com obras de Daisy Xavier e Bené Fonteles

• Galeria Marilia Razuk, com obras de Ana Dias Batista e Mabe Bethonico

• Andrea Rehder Arte Contemporânea, com obras de Paulo Otavio e Jaime Prades

• Sé, com obras de Tadaskia e Maria Montero

• VERVE, com obras de Shai Andrade e PV Dias

• Galeria Ybakatu, com obras de João Loureiro

• Zipper, com obras de João Castilho e Rizza

Curadora:

Catarina Duncan (Rio de Janeiro) atua como curadora com foco em práticas culturais e identidades territoriais da América Latina. Formada em Culturas Visuais e História da Arte pela Goldsmiths College, University of London (2010 – 2014). Atualmente é curadora do Solar dos Abacaxis. Em 2021 recebeu a bolsa de pesquisa curatorial da Fundação Patricia Phelps de Cisneros no MoMa com o projeto ‘Re-conexões territoriais’. Integrou a equipe curatorial da 32a Bienal de São Paulo, ‘INCERTEZA VIVA’ (2015 – 2016), do 36o Panorama de Arte Brasileira: SERTÃO (2019), do ‘Pivô Arte e Pesquisa’ (2014-2015) e da exposição ‘Terra Comunal Marina Abramovic’ no Sesc Pompéia (2015). Foi curadora da programação pública da obra ‘Cura Bra Cura Té’ de Ernesto Neto na Pinacoteca (2019) e da ‘Plataforma Crítica’ na Oficina Brennand (2020). 

Foi representante do projeto ‘Terceiro Paraíso’ de Michelangelo Pistoletto na América Latina (2019 – 2021) e do programa COINCIDÊNCIA da fundação suíça Pro Helvetia (2017 – 2020). Participou das residências artísticas ‘Arafura’ no México (2021), ‘Residents Art Dubai’ (2019), ‘Lastro Travessias Ocultas’ na Bolivia (2016-2017) e ‘Lastro Centro América’ na Guatemala (2015-2016). Assinou a curadoria das exposições ‘`A Construção’ (2020) e ‘Somos Muitxs(2018) com Bernardo Mosqueira e ‘Re-conhecimento‘ (2019) com DenilsonBaniwa no Solar dos Abacaxis, ‘dos nossos espaços vazios internos'(2019) de Gretta Sarfaty na Central Galeria, a coletiva ‘⦿‘ (2018) na Galeria Leme, entre outras.